Procissão da Ordem Terceira arranca celebrações pascais em Óbidos

 

7 de Março de 2012

Procissão nas ruas de Óbidos
Procissão nas ruas de Óbidos

Numa organização conjunta entre as Paróquias de Santa Maria e S. Pedro de Óbidos, Santa Casa da Misericórdia, Semana Santa e com o apoio da empresa municipal Óbidos Patrimonium, a vila de Óbidos deu início às celebrações Pascais com a realização da Procissão Penitencial da Ordem Terceira de S. Francisco no passado 26 de Fevereiro, quando a Igreja Católica celebra o primeiro Domingo da Quaresma.

 

A celebração acolheu cerca de duas centenas de fiéis com participação ativa da população obidense, foi presidida pelo pároco Paulo Gerardo e conduzida pelo Frei Alexandre Jorge, do Convento de Santo António do Varatojo em Torres Vedras, que proferiu o sermão ao longo do percurso da procissão.

 

No âmbito da iniciação da Quaresma, o padre Paulo Gerardo interpelou os cristãos a fazerem uma viagem interior de conversão e penitência: “Estes santos que vamos acompanhar na procissão desafia-nos a convertermo-nos a Deus”.

 

O sacerdote franciscano começou a cerimónia religiosa introduzindo o espírito profundamente cristão de São Francisco de Assis, manifestando que “foi através do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, que ele se converteu e mudou completamente o seu ‘estilo’ de vida”, adotando o apelo à oração permanente, a procura do controlo dos seus instintos e “a prender-se a Cristo para se desprender das coisas”. Foi deste modo que o frade católico, também conhecido por santo patrono dos animais e do meio ambiente “se consagrou completamente a Cristo”.

 

Segundo o Frei Alexandre, a Ordem Terceira foi a terceira a ser fundada e passou a englobar um conjunto de regras rígidas: “muita oração, durante a semana tinha de conter três jejuns, era necessário visitar os doentes, acolher os peregrinos”, a proibição do uso de armas, assim como “serem fiéis à Igreja e usarem hábito, tau e bordão”, que caracterizavam os chamados “Irmãos Penitentes de Assis”.     

 

Após o primeiro percurso por algumas ruas da vila de Óbidos, os cristãos escutaram mais algumas palavras proferidas pelo Frei Alexandre Jorge, que na Igreja da Misericórdia deu continuidade ao seu sermão, lançando fortes críticas à sociedade civil aludindo às questões do aborto e eutanásia, tão discutidas nos últimos meses, “o ser humano é sagrado desde do seu nascer até morrer, a vida é absoluta, ninguém tem o direito de pôr termo à vida dos outros”, neste sentido “Jesus faz com que a fé cristã seja uma revolução no mundo”.

 

O presbítero relevou que “se olharmos para o outro como irmão, que tem qualidades e também defeitos, automaticamente emerge uma relação de afetividade e amizade, uma palavra de amor”. O membro da Ordem de São Francisco manifestou ainda que “vemos pessoas tão bem vestidas e são autênticos monstros, como encontramos pessoas com insignificância e são uma beleza interior”. Quando a sociedade “não investe no seu interior nem nos seus valores, começa a viver na aparência, mesmo que seja hipocrisia”, sinónimo de “ter uma bela casa, um super carro; aí veem-se divisões, vazios, ódios, violências, exploração dos outros para se manter essa vida”, salientou o padre Alexandre Jorge.

 

O Frei Alexandre da Ordem Terceira, apelou a todos os cristãos a não terem vergonha de se manifestarem, “nem termos medo dos diversos ataques à Igreja, quer seja da parte da Maçonaria ou outras entidades e políticas”, reforçando ainda que os crentes são portadores “de uma mensagem revolucionária, através da alegria e felicidade”, em que Deus solicita a oração, a Palavra de Deus, “o sacrifício e uma sensibilidade muito especial de partilhar uns aos outros”. “Quem viver assim está a converter-se a Jesus Cristo, está a seguir o jeito de São Francisco de Assis; e é moderno, porque moderno é todo aquele que se coloca ao lado do irmão que precisa dele”, concluiu o responsável franciscano.

 

 

João Polónia/JORNAL DAS CALDAS

 

http://www.jornaldascaldas.com/index.php/2012/03/14/procissao-da-ordem-terceira-arranca-celebracoes-pascais-em-obidos/

Free counter and web stats

 

Comente esta notícia:

Comments: 0