S. Josemaria Escrivá recordado nas Caldas

18 de julho de 2012

Eucaristia na Igreja Nossa Senhora da Conceição
Eucaristia na Igreja Nossa Senhora da Conceição

O dia de S. Josemaria Escrivá, fundador do Opus Dei foi celebrado um pouco por todo país a 26 de junho. Nas Caldas da Rainha, a memória litúrgica do santo canonizado em 2002 foi lembrada na Eucaristia paroquial, presidida pelo padre Enrique Calvo e concelebrada pelo prior cónego Joaquim Duarte, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

 

Os membros do Opus Dei das Caldas, seus familiares e amigos participaram em conjunto com a comunidade eclesial local, na celebração eucarística vivida por três centenas de cristãos. Para o padre Enrique Calvo, presbítero da Obra “não se tratou de um aniversário especial, mas de uma ocasião para dar a conhecer o carisma fundacional desta instituição, na Igreja local”.

 

O padre Enrique, na sua homilia afirmou que o Pe. Josemaria nas suas palavras, através do seu testemunho, “e nos seus escritos deixou muito claro que se tratava de uma família espiritual que teria a missão de ensinar a santificação do trabalho quotidiano na Igreja”, reforçando que “o trabalho santificado é fundamental para todos, padres e leigos”.

 

“S. Josemaria diria aos rapazes e raparigas: ‘Uma hora de estudo é uma hora de oração’”, o presbítero do Opus Dei recordou a expressão utilizada pelo fundador da Obra, direcionada aos jovens, sublinhando a importância do estudo e formação profissional, como um dever prioritário.

 

Aos casais e famílias cristãs, o sacerdote lembrou que o matrimónio é ‘o caminho de santidade’, referindo as palavras do fundador do Opus Dei, “os casados estão chamados a santificar o seu matrimónio e a santificar-se nessa união, cometeriam por isso um erro grave, se edificassem a sua conduta espiritual à margem do seu lar”. Segundo este responsável, “a vida familiar, o cuidado e a educação dos filhos, o esforço por suster economicamente a família, e o trato com as pessoas que constituem a comunidade social, são tudo situações humanas e correntes que os esposos cristãos devem sobrenaturalizar”.

 

O JORNAL das CALDAS falou com o padre Enrique Calvo, o qual deu a conhecer a instituição. O Opus Dei, ou Obra, é um carisma (Dom gratuito que Deus concede a algumas pessoas em benefício da Comunidade ou Igreja) que está espalhado pelo mundo inteiro. Trata-se de uma prelatura pessoal erigida por João Paulo II em 1982, para uma missão específica na Igreja: “que os seus membros, padres e leigos, trabalhando conjuntamente, divulguem a santidade do trabalho no mundo através das suas palavras e do testemunho das suas vidas”, relevou o sacerdote. “A santificação do trabalho é essencial na vocação cristã dos fiéis correntes”, certificou o padre Enrique salientando que “S. Josemaria é também conhecido por Santo da ‘vida corrente’, porque desde 1928 trabalhou com leigos de todas as condições sociais”.

 

O Opus Dei, instituição hierárquica da Igreja, está presente em mais de 80 países e é composta por um Bispo, com perto de 2000 sacerdotes incardinados e 85 mil leigos, que cooperam no trabalho apostólico, naquilo que é a sua missão específica na Igreja – ensinar a todos a santificação do trabalho no meio do mundo.

 

 

João Polónia/Jornal das Caldas

 

(Jornal das Caldas nº 1055 de 18 de julho de 2012)

 

notícia publicada no site de Portugal de São Josemaria Escrivá, fundador do Opus Dei em http://www.pt.josemariaescriva.info/artigo/s-josemaria-escriva-recordado-nas-caldas-

 

Free counter and web stats

Comente esta notícia:

Comments: 0