Paroquianos figuram Presépio Vivo e mostram o verdadeiro sentido do Natal pelas ruas da cidade

Nas Caldas da Rainha, o “Natal dos Sorrisos”, com a aproximação da quadra natalícia, está a mobilizar e a cativar cada vez mais pessoas, com eventos para todas as idades. E porque acima de tudo, segundo o município, “o melhor do Natal são as pessoas”, aos sábados de manhã a alegria é garantida e multiplica-se a animação em ambiente de festa.

 

Ontem, 16 de dezembro, os paroquianos saíram às ruas para manifestar o verdadeiro significado do Natal, formando um presépio vivo seguido de caminhada orante até à Igreja. O grupo composto pelos dois padres, jovens, adolescentes, crianças, catequistas e escuteiros, ladearam José e Maria que se apresentaram com um pequeno burro, motivo de atração perante os que se aproximavam. Durante o cortejo, até o Pai Natal, entoando os cânticos, quis ser fotografado junto dos jovens figurantes do presépio.

 

“Senhor neste tempo de Advento, ao querermos caminhar por esta tua cidade, permite que nós e todos os que se vão cruzar connosco, sintam a necessidade de caminhar para ti, deixando pelo caminho, os fardos que escravizam e impedem de fazer caminho. Que todos em breve Senhor cheguemos ao teu presépio com o coração purificado e cheios de alegria, porque houve encontro sério contigo”. Intercedeu o padre Joaquim Pedro Costa no início da celebração no centro da cidade, com o repto aos presentes a peregrinar o Advento com amor junto do próximo, para acolher Jesus “como nunca”.

 

O sacerdote convidou ainda os crentes a “arrumar a vida”, preparando a breve chegada de Deus, “sem medo”, porque ele vem para “facilitar tudo”. “Ouvimos nesta leitura, como eu desejo derrubar montes, como eu desejo que brote a água, como eu desejo que surja nascentes de esperança; é um Senhor que, tomando-nos pela mão nos diz, conta comigo”, sublinhou.

 

A poucos dias da celebração do Natal, o pároco deseja ver os católicos da cidade de “coração purificado, espírito renovado, com um alento novo” e com uma esperança ainda maior em Deus, certos de que Jesus nasça no mais íntimo de si mesmos, caso permitem que ele entre em seus corações.

 

Com estes sentimentos, “Senhor, eu vou permitir, como tu fazes a mim, que não haja transtornos nos caminhos dos outros, não prejudicarei ninguém, facilitarei a vida, e cada um para cada um proporcione a paz, a alegria e no encontro de uns com os outros, surja a esperança, porque Deus vem e ficará”, garantiu.

 

“É Natal é Natal tudo tem mais luz, alegria cristãos, já nasceu Jesus”, pôde ouvir-se entre cânticos acompanhados por instrumentos musicais. O cordão humano suscitou nas pessoas que passavam uma alegria contagiante, sinal do tempo litúrgico do Advento, que os fiéis se encontram a viver.

 

Já no interior da casa da família cristã caldense, o padre Alfredo Dionísio interpelou os paroquianos a meditar o evangelho para pedir ao Senhor que a caminhada de fé vivida “dê fruto espiritual, naqueles que encontrámos e em cada um de nós”.

 

 

João Polónia/Comércio & Notícias (texto/fotos)

 

http://comercioenoticias.pt/2017/12/17/paroquianos-figuram-presepio-vivo-e-mostram-o-verdadeiro-sentido-do-natal-pelas-ruas-da-cidade/