Dia dos avós celebrado em eucaristia na cidade

 

No passado dia 26 de julho, dia dos avós, cuja festa litúrgica evoca S. Joaquim e Santa Ana, pais de Nossa Senhora e avós de Jesus Cristo, o pároco Joaquim Pedro Costa na eucaristia paroquial saudou os avós ali presentes em assembleia, dando graças a Deus pela “bela missão” que desempenham no seio da família, auxiliando “os pais a modelar o coração dos filhos”.

 

Numa breve alusão ao evangelho, o sacerdote disse na sua homilia que por vezes os fiéis parecem “duvidar”, querendo “voltar para trás” diante das dificuldades. “Se o senhor nos chamou e nos entregou uma missão ele jamais vai desistir de nós”, garantiu, sublinhando “o pão do céu, novo maná”, como sinal antecipado da eucaristia e “único alimento” para a caminhada comunitária de fé.

 

“Cristo continua a semear nos nossos corações sementes de qualidade. Demos-lhe terreno bom. Ofereçamos-lhe o coração com toda a humildade e mansidão, com muita bondade, recetivos à sua palavra, e com o desejo de ter cá dentro do peito um coração como o dele”, interpelou.

 

Chamados à santidade e a festejar a Páscoa do senhor ressuscitado, os paroquianos foram desafiados a darem “o máximo para alcançar bons frutos”.

 

Apoiado nas palavras do Papa Francisco neste dia litúrgico, o responsável da paróquia das Caldas da Rainha valorizou a importância e o papel dos avós na vida familiar, para “comunicar o património de humanidade e fé essencial para cada sociedade”. “Felizes as famílias que têm os avós por perto; o avô é pai duas vezes e a avó é mãe duas vezes”, acrescentou.

 

 

 

João Polónia