Cardeal Patriarca inaugura ampliação da Igreja da Foz do Arelho

 

14 de Dezembro de 2011

Eucaristia
Eucaristia

 

O sonho de diversas gerações da comunidade da Foz do Arelho, pertencente à Paróquia da Serra do Bouro está concretizado. D. José Policarpo, Cardeal Patriarca de Lisboa presidiu à Eucaristia de reabertura da Igreja Nossa Senhora da Conceição ao culto no passado dia 11, após nova ampliação promovida pelos membros da comunidade paroquial.  

 

Passadas várias décadas, o sonho de dotar esta comunidade cristã com uma igreja digna e acolhedora permitindo a comunidade paroquial, realizar a acção litúrgica, capaz de ser suporte logístico para uma maior acção sócio caritativa, contribuir para o bem-estar da população e uma mais-valia para quem visita ou procura na Foz do Arelho um local de lazer e descanso, tornou-se finalmente realidade.

 

João Sá Nogueira, representante da Comissão da Igreja da Foz do Arelho, congratula-se pela presença do Patriarca de Lisboa, como “sinal da nossa comunhão com a Diocese e com toda a Igreja”.

 

Celebrando o 3º Domingo do Advento, Domingo da Alegria, D. José Policarpo na sua homilia questionou a assembleia presente sobre o verdadeiro conceito da alegria à luz da Palavra de Deus, pois através dela “podemos tocar, escutar e amar”. O Patriarca de Lisboa considera a alegria como um tesouro, “uma experiencia de amor, de nos sentirmos amados”, que brota nos cristãos, o desejo de “experimentar a plenitude da vida”. “Eu não amo para procurar a minha alegria, mas, amo para procurar a alegria do meu próximo”, manifestou.

 

O Pontífice afirmou que a sociedade vive num tempo em que as pessoas “andam loucamente à procura da alegria, por meios que não são necessariamente aqueles que levam a encontrar essa paz e harmonia, e na maior parte das vezes, acabam por encontrar a tristeza”. Ao longo dos 50 anos de sacerdócio, D. José Policarpo salientou que os casos que o impressionam mais e os quais teve mais dificuldade em ajudar a encontrar uma resposta, foram os das pessoas “mergulhadas na tristeza”. Neste sentido, o responsável da Diocese de Lisboa apelou a uma alegria, com experiencia enraizada na caminhada cristã.

 

Para além do prior Pe. Rui Gregório, concelebraram nesta celebração eucarística dois antigos párocos, padre Eduardo Gonçalves que acompanhou a comunidade durante 27 anos e o padre Diamantino Faustino que cimentou o trabalho realizado pelo seu antecessor, padre Carlos Azevedo ao aproveitar a dinâmica da visita da Imagem Peregrina no ano de 2000, recuperando a ideia de uma igreja nova, construindo a Comissão para a Nova Igreja. “São estes nossos quatro grandes amigos, os verdadeiros ‘arquitectos do imaginário’, responsáveis por terem incendiado a imaginação de outros construtores, fazendo que o sonho se tornasse possível”, revelou João Sá Nogueira. Através destes responsáveis da Igreja, “fomos capazes de ser do tamanho dos nossos sonhos, graças à vigorosa fé, à firme determinação e ao comum comprometimento”, reforçou ainda o representante da comissão.

 

O sonho foi idealizado pelo Arquitecto Fernando Fonseca que, não só ofereceu o projecto de arquitectura, como acompanhou a sua edificação; o Eng. José Capinha elaborou gratuitamente o projecto de estruturas e garantiu a fiscalização da obra; o empreiteiro geral Sociedade de Construções José Coutinho, engenheiros e encarregados, fornecedores e muitos trabalhadores anónimos deram o melhor do seu esforço. A Rosa Mística é o novo símbolo da comunidade cristã da Foz do Arelho, sinal de devoção à Virgem Imaculada Conceição. Este símbolo foi criado e oferecido por José Benard Guedes.  

 

A Câmara Municipal de Caldas da Rainha fez-se representar fortemente nesta celebração eucarística solene, através do Presidente Fernando Costa, Presidente de Assembleia Municipal e seus vereadores. O responsável do Município elogiou a atitude da Comissão da Igreja na decisão da ampliação da Igreja da Foz do Arelho, como “a melhor opção”, face às dificuldades económicas que os portugueses atravessam. Fernando Horta, Presidente da Junta de Freguesia da Foz do Arelho, sublinhou a importância da Igreja Católica na “componente mural”, reflexo de um bom empenho e equilíbrio na concretização dos projectos que implementa.

 

Marcaram presença outras entidades da vila da Foz do Arelho e do concelho das Caldas da Rainha, destacando o Centro Social e Recreativo e a Associação de Solidariedade Social, que na linha da orientação prestaram o seu contributo de forma empenhada e com grande disponibilidade.

 

O dia festivo terminou no Centro Social e Recreativo da Foz do Arelho com animação coral do grupo de crianças da catequese, projecção de um vídeo com imagens alusivas da comunidade cristã dedicadas à padroeira Nossa Senhora da Conceição, e lanche partilhado que reuniu grande parte da população local, paroquianos e convidados.

 

 

João Polónia/JORNAL DAS CALDAS

 

http://www.jornaldascaldas.com/index.php/2011/12/14/cardeal-patriarca-inaugura-ampliacao-da-igreja-da-foz-do-arelho/ 

 

 

Foto João Polónia na primeira página do Jornal das Caldas
nº 1024 de 14 de Dezembro de 2011

«Ampliação na Foz: Cardeal inaugura obras da Igreja»

Primeira página do Jornal das Caldas nº 1024 de 14 de Dezembro - Ampliação na Foz: Cardeal inaugura obras da Igreja (Foto João Polónia)
Primeira página do Jornal das Caldas nº 1024 de 14 de Dezembro - Ampliação na Foz: Cardeal inaugura obras da Igreja (Foto João Polónia)

Comente esta notícia:

Comments: 1
  • #1

    Jorge Santos (Thursday, 15 December 2011 17:03)

    Olá, João. Bom trabalho. Na Foz pediste para te deixar o meu e-mail - jorgefoz@gmail.com
    Abraço e continuação de bom trabalho! Já agora, Feliz Natal!