“Abraço Solidário” ajuda padre a recuperar residência paroquial

O padre que, no passado 4 de dezembro, ficou desalojado devido a um incêndio na Casa Paroquial do Landal, concelho de Caldas da Rainha, já recuperou do susto e encontra-se a viver num espaço cedido pela população, junto à igreja.

 

O cordão humano e solidário tem mobilizado milhares de pessoas, de norte a sul do país, com roupa e angariação de fundos para as obras de reconstrução da sua habitação, que arrancará já em janeiro do próximo ano.

 

No Domingo da Alegria, José Correia Gonçalves em declarações ao Comércio & Notícias contou que a última quinzena tem sido atribulada, com muito trabalho e preocupação acrescida na resolução para a atual situação. “Já ultrapassei o período inicial que levou a um certo pânico e desconforto existencial. Felizmente as pessoas colaboraram bastante, quer na oferta de roupas, quer no acolhimento, ao cederem-me um anexo que reúne as condições básicas para viver com independência”, revelou emocionado pelo gesto dos paroquianos.

 

As paróquias de Queijas e Alhandra, em Lisboa, com ofertórios nas missas, e o M.A.C – Movimento Cívico dos Antigos Combatentes do Ultramar, cujo sacerdote assiste espiritualmente, não ficaram indiferentes, e por iniciativa própria, mobilizaram-se com donativos e bens para melhorar a condição do pároco, auxiliando e apressando a reconstrução da casa paroquial. “Tenho tido o apoio muito grande de pessoas amigas, e este sentimento também se manifesta nestes momentos mais frágeis”, sublinhou. “Pedi aos párocos de Caldas da Rainha para que os paroquianos e os católicos da cidade se expressassem com generosidade nas ofertas do domingo passado”, referiu, justificando como o único pedido pessoal.

 

O responsável da comunidade interparoquial de São Gregório, A-dos-Francos e Landal, da Vigararia Caldas da Rainha/Peniche do Patriarcado de Lisboa, agradece a todos os que contribuíram com generosidade e amizade.

 

Também ao Comércio & Notícias, o seu colaborador José Morgado disse estar feliz por a sua petição, divulgada na Internet através da rede social Facebook, ter alcançado milhares de pessoas, despertando nos crentes a necessidade de ajudar um padre, que tem feito muito pelos outros. “Nunca pensei que o meu post fizesse eco nacional, mobilizando amigos, conhecidos e outros anónimos, num extraordinário elo solidário, ora com roupas, ora com dinheiro entre depósitos e transferências”, garantiu com surpresa pelas 400 partilhas da publicação nas primeiras horas, lembrando que bastaram dois dias para o sacerdote reunir roupa suficiente.

 

“A residência do padre Gonçalves ardeu, mas as paredes nunca vão cair, porque não há espaço para conter o coração deste Homem/padre que tanto e bem tem feito a quem necessita. Ele abraça o mundo a cada segundo que passa mas, perante esta calamidade, necessita da partilha solidária de todos. E porque ficou sem nada, e as chamas foram mais fortes, vamos dar as mãos e ajudar a levantar a sua casa”. Foi com estas palavras que José Morgado fomentou nos internautas o apelo urgente a abraçar com carinho esta causa, que em poucos dias deu frutos.

 

 

João Polónia/Comércio & Notícias

 

(notícia João Polónia publicada no Comércio & Notícias a 21 de dezembro de 2017)

 

http://comercioenoticias.pt/2017/12/21/abraco-solidario-ajuda-padre-a-recuperar-residencia-paroquial/

 

(Domingo da Alegria no Landal desafia crianças a ser instrumentos de paz de partilha - Imagem/edição João Polónia/Comércio & Notícias)