A despedida do Padre José

3 de Setembro de 2010

© João Polónia fotografia de autor
© João Polónia

O Padre José (nome original: Joseph Tholanickal), sacerdote da diocese indiana de Palai, em serviço no Patriarcado de Lisboa, exerceu o seu mistério, nos últimos três anos, nas paróquias de Caldas da Rainha e Coto, como Vigário Paroquial. Agora, como acontece na vida de muitos padres, chegou a hora de mudança para outra paróquia. Assim, a partir de 4 de Setembro, Massamá será o seu novo local de trabalho apostólico, conforme nomeação do senhor Patriarca.


Vindo de uma cultura oriental, muito diferente da nossa, o padre José soube adaptar-se, com sacrifício e relativa facilidade, à nossa língua, hábitos e costumes. A forma cordial, simpática e acolhedora, como se relacionava com todas as pessoas que com ele se cruzavam, deixa a imagem de um homem bom e um sacerdote exemplar. 


No passado fim-de-semana, o Padre José, fez a sua despedida oficial das comunidades que serviu com tanto empenho e dedicação. Foi um momento de muita emoção, tanto para o sacerdote, como para os seus paroquianos. No seu discurso de despedida, referiu, concretamente: “A despedida hoje para mim é emocionante. Este é um momento especial! É hora de olhar para trás e ver tudo o que já passei. É hora, mais do que nunca, de valorizar as amizades e os conhecimentos adquiridos. Quero agradecer ao povo de Caldas da Rainha que me acolheu muito bem, vindo eu da Índia. Neste momento, tão sublime e importante, dou graças a Deus convosco pela experiência que passei.”


Depois de agradecer a Deus por o “ter feito instrumento do Seu amor para todos os homens”, deixou, igualmente, palavras de gratidão a todos os que mais de perto com ele trabalharam, começando pelo senhor Cónego Joaquim Duarte, do qual diz: “ajudou bastante no meu crescimento espiritual, com os seus conselhos e me encorajou com o seu apoio, confiança e amizade, desde que cheguei aqui”. Neste seu agradecimento, lembrou, de um modo geral, todos os paroquianos e, de forma particular, os catequistas, os jovens e crianças, os grupos e movimentos paroquiais e outras equipas de serviço. Os seus colegas sacerdotes que com ele conviveram, durante a sua estada em Caldas da Rainha, foram também referidos com muito apreço e amizade. O sacerdote, nos seus agradecimentos, deu graças a Deus “pela experiência de viver, como família, fora do seio materno.”


O Padre José referiu o novo desafio que agora lhe é colocado e, visivelmente emocionado, disse de uma forma muito sincera: “Vocês acompanhar-me-ão para sempre. Obrigado pelo carinho, pela felicidade e amizade que me proporcionaram ao longo destes três anos. Vou sentir saudades de todos vocês”.


Fazendo votos de que as paróquias que serviu sejam comunidades vivas, pediu a oração de todos e terminou com as seguintes palavras: “Finalmente, quero saudar a todos com um forte abraço e “Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!”. O meu bem-haja. Que Deus vos abençoe e cumule de todas as Graças. Muito obrigado por tudo”.

 

 

João Polónia

 

http://www.gazetacaldas.com/?p=4215

 

Comments: 0