Padre João Sobreiro despede-se da Paróquia do Bombarral

 

3 de outubro de 2012

O sacerdote, de 30 anos, das Caldas da Rainha, celebrou a sua última Eucaristia dominical
O sacerdote, de 30 anos, das Caldas da Rainha, celebrou a sua última Eucaristia dominical

Cinco anos depois de ter sido apresentado como coadjutor na paróquia do Bombarral, o padre João Sobreiro despediu-se com a missão de dever cumprido. O sacerdote de 30 anos, natural de A-dos-Francos, concelho de Caldas da Rainha presidiu à última Eucaristia dominical, no passado mês, participada por centenas de cristãos visivelmente agradecidos pelo seu trabalho apostólico.

 

Durante os primeiros anos de ação pastoral, o padre João exerceu o seu ministério como vigário paroquial nas paróquias de Alguber, Bombarral, Figueiros, Outeiro da Cabeça, Painho, Pêro Moniz, Roliça e Vale Covo. 

 

Na Eucaristia celebrada na Igreja paroquial do Bombarral, o jovem presbítero deu graças a Deus pelo ministério recebido e pelos cinco anos ao serviço das paróquias da Unidade Pastoral do Bombarral, realçando a importância da Eucaristia como centro e fonte da vida cristã. “Mais do que despedidas ou de agradecimentos, é a Eucaristia que fortalece os nossos laços de unidade, onde pode brotar o perdão mútuo e a conversão”, sublinhou o padre João Sobreiro reforçando que “sempre que celebramos a Eucaristia perante o altar de Deus, unidos no Senhor, estaremos permanentemente unidos uns aos outros e uns com os outros”, e diante os sagrados dons recebidos “brota a bondade, brota a oração, gera a vida concreta, a vida de cada um de nós”.

 

O JORNAL das CALDAS falou com o padre João Sobreiro, o qual fez um balanço enriquecedor, manifestando “uma graça muito grande” pelos seus primeiros anos de presbítero. 

 

Os membros da comunidade paroquial do Bombarral, em almoço de despedida presentearam-no com a visualização de um pequeno filme surpresa, onde “em jeito de brincadeira”, retrataram os seus cinco anos de serviço pastoral como umas “ricas férias”. 

 

“E de facto, experimentei isso mesmo! Aprender e ajudar outros a descobrir que só na escuta obediente da Palavra de Deus, reunidos em Igreja, pudemos encontrar vida e descanso”, revelou o sacerdote.

 

Para o jovem presbítero, uma das experiencias que lhe mais tocou e que leva no coração destes cinco anos, consiste na “descoberta feliz de quem se reconhece membro de um Corpo e não se está sozinho”. 

 

A todos os cristãos, o padre João Sobreiro deixa uma mensagem e um apelo: “Ânimo! Coragem! O Senhor é fiel e espera-nos na sua Igreja!”.

 

 

João Polónia/Jornal das Caldas

 

(Jornal das Caldas nº 1066 de 3 de outubro de 2012)

MULTIMÉDIA

Em breve o vídeo desta reportagem...

 

Free counter and web stats

Comente esta notícia:

Comments: 0