Inaugurada nova capela do Cintrão

23 de agosto de 2012

Membros da comissão com o bispo D. Nuno Brás
Membros da comissão com o bispo D. Nuno Brás

A população do Cintrão, no concelho do Bombarral, inaugurou no passado dia 15 de Agosto a capela local, sete anos depois do lançamento da primeira pedra.

 

A cerimónia foi presidida pelo Bispo Auxiliar do Patriarcado de Lisboa, D. Nuno Brás, acompanhado pelo Prior Sérgio Bruno e pelos padres João Sobreiro e José Luís. A população também não faltou à "chamada".

 

Embora todos tivessem a esperança e a convicção de que este dia iria chegar, alguns dos elementos da Comissão Pró-Construção da Capela e Centro Comunitário do Cintrão «até um determinado momento pareciam não acreditar na concretização deste que deixou de ser um sonho e se tornou realidade», referiu Luís Patrício, citado em nota informativa.  

 

Como salienta o dirigente, o que se encontra já edificado, cujo investimento rondou os 200 mil euros, só foi possível graças à ajuda «da população, do Cintrão e não só, bem como de alguns emigrantes». «Felizmente ainda há pessoas muito generosas», acrescentou.

 

«Fundamentais para a conclusão da capela foram também algumas empresas do Bombarral ligadas à área da construção, como é o caso das empresas de mármores Santos e Maia, Manuel Costa Mendes e Mármores do Cintrão, bem como a Vepelibérica», sublinhou.

 

A concretização deste projeto, concebido pelo arquitecto Rui Viola, resulta ainda do empenho dos elementos da comissão, que para conseguir angariar os fundos necessários promoveram inúmeras iniciativas. 

 

Como salienta Luís Patrício, para além do trabalho e do tempo disponibilizado em prol desta causa, «os membros da comissão também deram o seu contributo em termos financeiros». 

 

No que respeita a entidades oficiais, a comissão contou com apoio da Junta de Freguesia do Bombarral e da câmara Municipal, que para além da cedência do terreno, disponibilizou uma verba de 15 mil euros, «por proposta do então vice-presidente da autarquia, João Carlos Barreiras Duarte», recordou o dirigente.

 

Esta é no entanto apenas a conclusão da primeira etapa, uma vez que além do templo religioso, o edifício já construído inclui também um Centro Comunitário de apoio à população idosa, cuja conclusão implicará um investimento de 70 a 80 mil euros.

 

 

Grupo Mais Oeste

Comente esta notícia:

Comments: 0