Festa de S. Pedro e S. Paulo no Santuário do Carvalhal

19 de julho de 2017

Na solenidade litúrgica dos apóstolos e mártires S. Pedro e S. Paulo, o Bispo Auxiliar do Patriarcado de Lisboa, D. José Traquina, exortou ao “encontro decisivo” com Cristo, convidando os crentes a aderir a uma “humanidade renovada”, capaz de “avaliar o interesse pela vida de todos os semelhantes”.

 

“Vivemos em tempos muito desafiantes. Em várias partes do mundo lideram ditaduras, que impõem o seguimento de ideias que não respeitam a liberdade de pensamento e a liberdade religiosa. O efeito é a fragilidade humana, facilmente manobrável. Existe um combate para que não haja formação de consciência, não haja valores assumidos. Assim, cada pessoa não tem de pensar nem discernir, só tem de seguir as leis que forem produzidas como indicativas de valores, de verdades”, apontou o responsável pela zona pastoral do Oeste, na Eucaristia campal que presidiu no Santuário do Senhor Jesus do Carvalhal, concelho do Bombarral, a 29 de junho.

 

Segundo D. José Traquina, o evangelho e o cristianismo continuam a interpelar e a “incomodar poderes”, porque a confissão de fé de Cristo deve acontecer ao mesmo tempo em que se toma consciência do valor da pessoa humana e das suas potencialidades. Na homilia, o Bispo Auxiliar pediu aos presentes para acolherem os testemunhos dos apóstolos acerca da força libertadora de Deus, declarando que também em Portugal há quem não deseje da “influência do evangelho”, da vida, da sociedade, aumentando assim o número de pessoas fragilizadas.

 

Concretizada a procissão no arvoredo envolvente ao santuário, abrilhantada pela Sociedade Filarmónica Carvalhense, ao receber a participação de centenas de fiéis com representação de outras comunidades paroquiais, o pároco José Luís Guerreiro enalteceu o “dom da gratidão”, recordando os apóstolos Pedro e Paulo como “modelos de uma vida cristã, que se deve viver inteiramente a sério”.

 

“A Igreja continua a lutar para que os valores não se percam e o valor da gratidão parece que se está a desaparecer, é uma pobreza no meio de nós. A gratidão vem do enriquecimento do coração de cada um de nós, do coração semelhante ao coração de Cristo, que sabe reconhecer tudo aquilo que vai fazendo por nós para a nossa salvação. Jesus Cristo é o nosso melhor amigo, não temos melhor”, garantiu o sacerdote consciente de que quem encontra Jesus na sua vida, encontrou “um tesouro”. 

 

Agradecendo à banda do Carvalhal a colaboração “gratuita” que sempre se disponibiliza em dia de trabalho, ajudando a criar o “ambiente favorável” à caminhada de fé, o responsável desejou ao grupo, marcado por jovens e adolescentes, “um bom ano de trabalho para animar tantas festas religiosas pela região fora, neste verão que se inicia”.

 

João Polónia

 

(notícia João Polónia publicada no Jornal das Caldas de 17 de julho de 2017)

 

https://jornaldascaldas.com/Festa_de_S_Pedro_e_S_Paulo_no_Santuario_do_Carvalhal_