Jovens de Lisboa próximos do Cardeal Patriarca

19 de Abril de 2010

 

 

Jornada Diocesana marcada por sintonia da juventude com D. José Policarpo

© João Polónia
© João Polónia

“Nunca como ontem vi uma proximidade tão grande entre os jovens e D. José Policarpo”, garantiu à Agência ECCLESIA o director do Serviço de Juventude do Patriarcado de Lisboa, Pe. Carlos Miguel Gonçalves.

 

O sacerdote sublinhou que a Jornada Diocesana da Juventude, que se realizou este Domingo em Alcobaça, ficou marcada por uma “grande sintonia dos jovens com o Senhor Patriarca”.

 

 

“Os jovens ‘bebiam’ o que D. José Policarpo dizia” e muitos foram “ter com o Cardeal Patriarca para lhe dizer que ‘estavam com ele’”, realçou o Pe. Carlos Miguel.

 

O encontro do prelado com os mais de 700 participantes na iniciativa começou com uma advertência sobre a necessidade de diminuir o número dos denominados ‘católicos não praticantes’.

 

"O principal problema que eu, como bispo da nossa diocese, sinto hoje é que é preciso diminuir o número dos cristãos de faz de conta", afirmou o Cardeal Patriarca.

 

Mais adiante, D. José Policarpo salientou que o encontro com Jesus e a sua acção contribuem para que os cristãos sejam sempre novos, independentemente da idade.

 

Numa época em que, segundo o prelado, todas as organizações querem cativar os jovens, o Cardeal Patriarca pediu aos participantes que se deixem conquistar apenas por Cristo.

 

O Pe. Carlos Miguel aplaudiu a “boa mobilização” conseguida pela vigararia de Alcobaça para a oitava Jornada da Juventude, que incluiu a realização de dez sessões formativas, dois percursos pedestres, o encontro com D. José Policarpo e a missa por ele presidida.

 

Os participantes receberam o livro “Caros Amigos”, que além da Carta de João Paulo II com o mesmo nome publicada há 25 anos, contém a mensagem do Concílio Vaticano II (1962-1965) aos jovens e o texto que Bento XVI escreveu para a Jornada Mundial da Juventude de 2011, em Madrid.

 

A visita do Papa foi um dos temas presentes no encontro através das intervenções que ocorreram ao longo dia e dos sucessivos ensaios da música “Eu Acredito”, Hino da Juventude composto para acompanhar a estadia de Bento XVI.

 

 

Foto João Polónia

 

http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?tpl=&id=79008

 

Comments: 0